Socorro! As crianças não largam o hand spinner!

Não é de hoje que as “febres” adentram as nossas rotinas. Teve o tempo do bate-bate, do ioiô, do elástico, dos tazos, das cartinhas do Pokémon… São muitas, não é? E a velha discussão retorna: faz bem ou faz mal? Inicialmente, os hand spinners surgiram com a crença de que ajudavam na concentração, especificamente, na […]

Socorro! As crianças não largam o hand spinner!

Não é de hoje que as “febres” adentram as nossas rotinas. Teve o tempo do bate-bate, do ioiô, do elástico, dos tazos, das cartinhas do Pokémon… São muitas, não é? E a velha discussão retorna: faz bem ou faz mal? Inicialmente, os hand spinners surgiram com a crença de que ajudavam na concentração, especificamente, na […]